This site uses cookies and other tracking technologies to provide you with our services, enhance the performance and functionality of our services, analyze the use of our products and services, and assist with our advertising and marketing efforts.

Cookie Policy   Privacy Notice

Visit http://www.esabna.com/ for more information about our products.

Como ajustar o regulador de pressão?

Print Print

INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE PRESSÃO X VAZÃO

O catálogo da Condor apresenta tabelas com todas as especificações técnicas de utilização dos reguladores. Consulte as tabelas e siga as orientações abaixo para uma leitura correta das informações.

Essa prática é de extrema importância para que você entenda o funcionamento dos reguladores de pressão e vazão e opere os equipamentos da maneira correta, evitando possíveis acidentes.

Nas tabelas de cada regulador, informamos dois dados de vazão máxima:
- Vazão Qmax com pressões P1 e P2 (cilindro cheio e manopla ajustada em seu maior curso);
- Vazão crítica Qcrítica com pressão de entrada P3 definida por norma: P3 = 2 x P2 + 1 bar.
Refere-se à situação do cilindro praticamente vazio. É a vazão real a ser considerada.

As vazões máximas são medidas no terminal de saída do regulador de pressão. Mangueiras, válvulas e outros equipamentos conectados ao regulador podem reduzir a vazão informada.

No caso do GLP, por ser um gás liquefeito, com pressão interna no cilindro constante em 7 bar, não se mede a vazão com pressão de entrada crítica.

Reguladores de CO2 necessitam de uma fonte de aquecimento externa apropriada quando são requeridas vazões superiores a 16 LPM.


Veja abaixo um exemplo de tabela:


Tabela Pressão e Vazão MD 10 OX