This site uses cookies and other tracking technologies to provide you with our services, enhance the performance and functionality of our services, analyze the use of our products and services, and assist with our advertising and marketing efforts.

Cookie Policy   Privacy Notice

Visit http://www.esabna.com/ for more information about our products.

Print Print

BRASAGEM


A brasagem (brazing) é o processo de soldagem onde se utiliza a adição de um metal diferente dos metais base. A particularidade do processo está na ação de capilaridade que o material a adicionar exerce sob a junta. As partes são fixadas muito próximas e o trabalho é realizado através de uma junção molecular entre as superfícies do metal, não havendo fusão entre o material base e o de adição. Há atualmente uma série de varetas de adição contendo muitas ligas com níquel, prata, ouro, etc. A vareta de adição possui um ponto de fusão e a aplicação de fluxo é necessária para permitir uma boa capilaridade da vareta durante a brasagem.

Como o ponto de fusão dos materiais de adição geralmente são baixos, a brasagem pode ser feita se usando misturas de gases combustíveis e ar atmosférico de baixa transferência de calor. Estes equipamentos são conhecidos como do tipo ar-gás e geralmente são usados em serviços em tubulações e em equipamentos de refrigeração.

A brasagem utiliza uma vareta de adição que funde a temperaturas acima de 450cº, podendo variar de acordo com a liga e os metais base da junção podem ser de natureza diferentes.

A brasagem pode utilizar tanto chama ar-combustível quanto oxicombustível.

Em processos industriais de altas escalas de produção como produção de ar condicionado, geladeiras, radiadores, etc... utiliza-se estações automatizadas de brasagem.



SOLDAGEM POR BRASAGEM


A solda por brasagem difere-se da oxisolda na temperatura de fusão do metal adicionado e do material base a ser unido. A solda por brasagem ocorre à temperaturas abaixo da fusão do metal base, mas em temperaturas iguais ou acima da de fusão do material a adicionar.

A solda por brasagem difere da brasagem comum porque o formato do chanfro de solda é parecido ou igual ao do chanfro para soldagem por chama. A ação capilar não é um fator na formação da junta. Enquanto a chama oxiacetilênica é sempre necessária para a soldagem por chama, a soldagem por brasagem pode ser realizada por outros gases combustíveis como o propano, gás natural, propileno, etc. Isso ocorre porque na brasagem há a adição de um fluxo com funções de pré-limpeza e desoxidação similares a da chama oxiacetilênica.

A soldagem por brasagem é mais aplicada em juntas de aço, e o material de adição usado é o bronze, fornecido em varetas que podem ser imersas no fluxo ou que já possuam o fluxo em uma camada superficial.

Na prática, o aço a ser unido é aquecido a uma coloração avermelhada no ponto onde o material de adição possa fundir, e a ação do fluxo crie uma camada de adesão resistente.

Geralmente a resistência de uma junta soldada por brasagem é menor que a soldada por oxichama.

As vantagens da solda por brasagem são:

A aplicação de temperaturas mais baixas implica em menor empeno da peça;
As peças de aço a serem soldadas não precisam ser totalmente fundidas para gerar a união;
Materiais base de diferentes natureza podem ser soldados, o que não é possível na soldagem por oxichama.


brasagem_gr

Conheça nossa linha

Nossos produtos oferecem segurança e durabilidade.